05 janeiro 2014

Mystic

I'm pretty much a logic person. So sometimes is difficult to admit that reality can't always be explain... difficult yet not impossible.
The Emily Rose movie, for me is reallyhard to watch, is not that stupid kind of funny video. Today i was seeing Paranormal Phenomenons, witch is a tv show in tha chennel Bio. and it really ... impress me. there was a girl there with the exact same demons. "I am Six!" it felt wrong... most to this programmes i'm like: it's you that doesn't remember where you left your glasses, silly people. But also sometimes, it's not that insignificant. Our brain always tries to find the logic.... I don't know.

29 março 2013

Fazer torradas

Cuidado meninas a tarefa não é tão simples quanto pode parecer.
Ingredientes: 
Uma porção grande de tolo, com uma pitada de sem noção. 
As especiarias são um aspecto que não deve ser de modo algum olvidado.


É difícil ser rapariga nos dias de hoje, ou talvez sempre o tenha sido. O certo é que hoje uma rapariga que goste de comédias românticas  sabe que ao ir ao cinema esta apenas a olhar para estereótipos  que a realidade não poderia estar mais longe. Então à ainda aquelas que se deliciem com romances de época, Jane Eyre, Pride and Prejudice. Comentando entre nós: naquela época é que era, tratavam as senhoras com respeito, eram delicados. Muitas de nós apaixonamos no momento em que o casal principal troca o primeiro olhar. E rejubilamos por ser apenas isso que necessitam para saber que se amam, que o seu amor é eterno e fervoroso. 
Será que também as historias que tanto veneramos de época não passam também elas de mais um estereotipo?
É certo acho que nunca ninguém ouviu algo mais romântico do que : Anda, vamos até minha casa fazer torradas!
Se de facto, os homens em algum momento da nosso história foram Gentleman's, porquê esta decadência. Não me parece que a culpa seja apenas deles. E não não estou aqui a apregoar à mini-saia (ou talvez sim, dependendo de quão mini ela possa ser). Não me parece que o problema seja as novas roupas terão exponencialmente diminuído, mas se calhar o apreço por nós próprias. 
Sou totalmente a favor da igualdade entre o homem e a mulher, e acreditem a mulher é bem capaz de se divertir dentro dos parâmetros de loucura de qualquer homem. Acho como tudo, tem uma medida, precisamos saber quando jogar o quê. 
Sim, o jogo do rato e do gato, é mesmo isso meninas. Sintam os momentos, se ouvirem torradas fujam. Se por outro lado receberem uma visita de um pretendente enquanto estão a cair de doente e com uma cara de meter medo à vossa mãe, fiquem. 
E meninos, para vocês, menos, muito menos, em tudo. Estes então é que parecem que não tem medida, 80% são (como bem diz uma amiga minha) cães, se é que me entendem, e os outros 20% tão melosos, que quase podemos adormecer com tanta fofura. Para vocês diria, não sejam tão extrimista, uma mulher gosta que a tratem com gentilezas claro, não digo que não. Mas tem altura e momentos em que a gentiliza não é para ali chamada, coloquem a mão no seu pescoço quando as beijam e puxem-nas para vós como se elas fossem o ar que vos falta para respirar. 


25 janeiro 2013

"Escrevo para não falar sozinho"



today at 01:54 delete
 Homesexual leader
Hoje li isto algures pelo face, já nem sei quem escreveu ou disse, mas é isso que me acontece.
Cada livro que leio me ensina uma coisa, a perdoar, que existem problemas maiores, que os pequenos gestos contam geralmente mais, que o mundo nao gira a volta dos nossos problemas, um último ensinou a nao desistir da minha escrita, mas que ela nao surge de um dia para o outro existem sempre arestas para limar. E por isso, tenho de escrever e escrever e escrever, e já nao me importo onde esteja, se é embaraçoso ou não, se é um diário, poemas ou apenas comentários. Apercebi-me que para ESCREVER, é preciso de facto escrever ganhar estaleca, e gosto disso, é bom praticar a escrita em qualquer lugar. Menos uma coisa de que tenho vergonha, e vou escrever e escrever sem parar, mesmo que isso não seja mais que um escape.
Por isso estou aqui a gatafunhar, ou estaria se estivesse de caneta em punho, bem enfim,
diverte e se feliz.
LY 

MC.

15 janeiro 2013

Pegadiçe

Tenho a sensação que nas amizades só absorvemos o mau, a Sol apanha a minha preguiça, vício por séries e esquecimento. Eu apanha a "caseirice", "anti-socialismo", e "auto-infligida-solidão" da Isabel.
O que eu queria era apanhar a vontade de trabalhar da sol, e passar a isabel a minha maluquice.
awwww

Merde, a única palavra francesa que gosto.
Adoro-vos, mas queria apanhar de vocês as vossas doenças boas.

26 dezembro 2012

Atitude


Ele: Estou apaixonado
Ela: Sério? Que lindo. 
Ele: Ela também é linda.
Ela: Nossa você está apaixonado mesmo em? Diz-me, como ela é?
Ele: Que nem você.
Ela: É mesmo? Nem é. Ela deve ser muito mais bonita. E qual o nome dela?
Ele: O mesmo que o seu.
Ela: Sério? Que coincidência.
Ele: É…
Ela: E ela sabe que você gosta dela?
Ele: Não sei… Eu acabei de dizer, mas acho que ela ainda não percebeu.

17 dezembro 2012

Mudanças


Eu não sei o dia de amanhã,
sei que o hoje me surpreendeu, de damos voltas e voltas, rimos da nós e das nossas tonterias.
Lamentamos as nossas dores, mas nem sempre sabemos, ou conseguimos resolve-las.
Aprendi tanto, mas tanto este ano, o principal é que nada pára, tudo cresce, muda e se transforma, nem sempre para melhor claro está, mas como pessoa positiva que me acham, digo que temos de encontrar sempre o melhor ponto de vista, tirar do que nos desagrada o nosso principal foco de evolução.
É engraçado mudarmos e ficarmos os mesmos. Apreendi agora o real valor de uma fotografia, ela é a única coisa que consegue para o tempo, congelas, todos os instantes sorrisos e histórias.
Para 2013, vou tentar registar mais momentos, quaisquer que sejam eles.

Turn turn turn.... Run, run run


23 novembro 2012

Aulinha diferente

hoje tive uma aula de relacionamento interpessoal,
gostei, foi a primeira, e achei interessante ouvir o que cada um pensa de si,
dá para avaliarmos ou melhor termos uma nova perspectiva.
espero aprender bastante, até porque ninguém é perfeito,
e a mudança é das poucas coisas que será sempre uma constante nas nossas vidas.

20 novembro 2012

UF...


Acho que foi o UFA
mais parvo, mais ... melhor de sempre, de toda a minha vida.

19 novembro 2012

GF


As pessoas acham estranho, por verem que somos tão diferentes, 
e assim não conseguem perceber como somos tão iguais. 
As GF são mesmo assim :P

Thoughts






18 novembro 2012

A leveza da Paixão

Apaixono-me muitas vezes, com olhares com sorrisos,
pudera eu apaixonar-me todos os dias.

Os ingleses dizem "Oh, Young Love", eu acho que o que eles se querem referir é ao sentimento que é novo, não a idade dos que sentem. Porque seja em que idade for, tu tens aquele frio na barriga, aquele sorriso idiota, é a sensação mais leve de felicidade que se pode ter.
O amor é mais perigoso, quando amas pões-te nas mãos de alguém.
Por enquanto prefiro assim, a leveza da paixão.
Simples, descomplicada, vou aproveitar os instantes que me restam.
Não me levem a mal, apenas sei o que quero, e ter uma relação também é importante, mas por vezes sentimo-nos como um pequeno mosquito numa teia de aranha. O ar fica menos pesado sem o peso do compromisso.
Um dia provavelmente, vou querer este compromisso, mas tenho certeza de preciso de alguém assim, leve, briguento, idiotamente complicado, e simples.